© por Instituto Noa. Todos os direitos reservados.

Acesse, curta e compartilhe

Instituto Noa

Whats: (15)  99129-4846

contato@institutonoa.org.br

Al. Santos, 1165 - São Paulo - SP

Certificado Selo Social 2015
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black YouTube Icon
  • Instagram

Prefeitura reconhece ações desenvolvidas pelas Escolas do Bem de Mairinque


Programa inovador aproxima escolas públicas e particulares para potencializar o alcance de ações sociais

No início de dezembro, o Centro Educacional Plenitude e a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE, de Mairinque, receberam o título de “Escolas do Bem” e passam a integrar este programa inovador, que nasceu com a missão de potencializar as ações de responsabilidade social em escolas públicas e particulares.


Tendo como principal referência os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, o programa também tem como um de seus pilares as parcerias com o poder público, que esteve representado pela Vice-Prefeita, Jaqueline Teixeira, o Secretário de Governo, Rogério Manão, e a Secretária de Educação, Rita Sarti Benatti; além de Milton Souza, Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança – CMDCA.


“Todas as ações desenvolvidas pelas Escolas do Bem partem do propósito de ampliar o conhecimento dos adultos sobre o período conhecido como Primeira Infância, que vai de zero a seis anos, buscando fortalecer a cooperação entre a escola e a família”, conta a jornalista Lucy de Miguel, que fundou o Instituto Noa, entidade que coordena o Programa Escolas do Bem.


Ações do portão para fora


A troca de experiências intermediada pela equipe do Instituto Noa produz efeitos não apenas no ambiente escolar, mas também do portal para fora, transformando a rotina de toda a comunidade e promovendo a aproximação entre diferentes realidades.


Responsáveis por financiar os custos do projeto, as instituições particulares são convidadas a apadrinhar uma escola pública do seu bairro, que tem acesso aos mesmos benefícios, sem qualquer custo. Com o suporte do Instituto Noa, as Escolas do Bem se unem e somam esforços na execução de campanhas bem-sucedidas, como a recente “O que os Olhos Não LEEM, o coração SENTE”, que desafiou os internautas a fazerem a leitura de um poema infantil para crianças cegas.


A preocupação com a inclusão vem ao encontro dos propósitos da APAE de Mairinque, entidade que, na cidade, foi a escolhida para ser a apadrinhada. “Nós trabalhamos para melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiência, proporcionando a todos os alunos matriculados a oportunidade de serem mais independentes e desenvolverem seus talentos. A adesão a esse programa vai dar mais visibilidade a nossa causa”, festeja o presidente da instituição, Fábio Riskallah.


A empolgação é compartilhada pelas dirigentes do Centro Educacional Plenitude, Roseli Di Girolamo e Silvana Matteucci. “O reconhecimento como uma Escola do Bem reforça a nossa crença na educação como um instrumento de transformação social. As crianças são capazes de sensibilizar os adultos, a ponto de fazê-los se comprometer com a sustentabilidade e a mudar os próprios hábitos”, conclui Silvana.


Ainda como parte das ações de conscientização, merece destaque um aplicativo gratuito que funciona como uma revista eletrônica, com a publicação de notícias diárias sobre o desenvolvimento infantil, com temas relacionados à saúde da criança, gestação, parto, amamentação, comportamento, alimentação, papel do pai e importância do brincar.





Sobre o Programa Escolas do Bem


Iniciado em 2016 nas cidades de Sorocaba e região, o programa ganhou fôlego para expansão a partir deste 2019, conquistando escolas da cidade de São Paulo e de Minas Gerais.


Considerado o primeiro programa de responsabilidade social nas escolas, estimula as instituições particulares (que financiam o programa) a apadrinhar uma instituição pública em seu bairro, e ambas desenvolvem ações que contribuem para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento da ONU relacionados à Primeira Infância (0 a 6 anos).


Para o ciclo 2020-2022 o programa pretende mobilizar uma quantidade ainda maior de instituições na cidade, com a proposta de tornar Mairinque uma cidade mais brincante. Mais informações no site www.escolasdobem.com.br.