© por Instituto Noa. Todos os direitos reservados.

Acesse, curta e compartilhe

Instituto Noa

Whats: (15)  99129-4846

contato@institutonoa.org.br

Al. Santos, 1165 - São Paulo - SP

Certificado Selo Social 2015
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black YouTube Icon
  • Instagram

Instituto Noa reconhece Escola São José como uma “Escola do Bem”

 

Projeto inédito mobiliza instituições de ensino em prol das metas de desenvolvimento sustentável da ONU

 

 

Com o objetivo de aumentar o bem-estar das famílias em prol de uma sociedade melhor, o Instituto Noa conferiu, no dia 24 de agosto, o título de “Escola do Bem” à Escola São José de Porto Feliz, pelo compromisso assumido em contribuir com as metas de desenvolvimento sustentável da ONU para 2030. A solenidade aconteceu no auditório da escola e a entrega do título foi feita pela Secretária Municipal de Educação Kátia Aparecida Bíscaro Rocha, diretamente às mãos da diretora Irmã Natalina Aparecida Fernandes, na Festa da Família realizada anualmente pela instituição.

 

Segundo a presidente do Instituto Noa, Lucy de Miguel, este é um programa inédito que mobiliza empresas privadas para o bem comum. “Transformar as cidades por meio de orientações aos pais, para que eles eduquem melhores cidadãos é o principal objetivo deste projeto. As escolas que aderiram se comprometem com as metas estipuladas pela Organização das Nações Unidas (ONU), relacionadas à alimentação, saúde, educação, redução das desigualdades, consumo consciente e fortalecimento de parcerias”, destacou a idealizadora do projeto.

 

Para a diretora da Escola São Jose, Irmã Natalina Aparecida Fernandes, “esse título é um reconhecimento que nossa escola conquistou pelo compromisso de contribuir com o desenvolvimento das crianças, nos aproximando cada vez mais das famílias para que a educação seja completa, buscando formar os cidadãos coerentes e responsáveis para um futuro melhor”, explica.

 

Sobre o Projeto Escolas do Bem

O projeto Escolas do Bem foi criado pelo Instituto Noa com o objetivo de mobilizar as escolas particulares em uma grande rede do bem. Tem como princípios a orientação e conscientização dos pais e educadores sobre o importante papel que cada um possui na formação dos cidadãos do futuro, preparando as crianças para viver e atuar em uma cidade melhor e mais sustentável.

 

“Trata-se de um programa de comunicação com as famílias, que visa orientar os pais e educadores, a partir de informações sobre como cuidar das crianças, com um conteúdo transformador”, garante a presidente do Instituto Noa, Lucy De Miguel.

 

As famílias recebem orientação por meio da revista Na Mochila sobre temas relacionados à infância, como: alimentação, saúde, comportamento, meio ambiente e importância do brincar, entre outros.

 

Em contrapartida, as escolas devem se comprometer com o cumprimento de seis das 17 metas estipuladas pela Organização das Nações Unidas (ONU) para serem alcançadas até o ano de 2030:

 

  1. Melhorar a alimentação;

  2. Saúde de qualidade;

  3. Educação de qualidade;

  4. Redução das desigualdades;

  5. Consumo consciente;

  6.  Fortalecimento de parcerias.

 

“Em 2016 foi dada a largada para o cumprimento dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), uma agenda assumida pelas 194  nações do mundo integrantes da ONU, incluindo o Brasil. Mas para que as mudanças aconteçam, o trabalho deve ser realizado localmente, ou seja, em cada município”, explica Lucy.

 

Segundo a presidente do I-Noa, o programa Escolas do Bem será direcionado também para escolas públicas por meio da revista Primeira Infância, um projeto que está sendo apresentado para várias Prefeituras de nossa região, voltado para pais que têm filhos nas creches e pré-escolas ou que são atendidos nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde), com o objetivo de chegar até mesmo às famílias que não têm os filhos na escola.

 

Sobre a Escola São José

A Escola São José de Porto Feliz, mantida pelo Instituto das Filhas de São José, ao longo dos seus 82 anos de tradição e dedicação, busca educar integralmente crianças, adolescentes e jovens nos segmentos de Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, tornando-os cidadãos responsáveis por suas escolhas e decisões e protagonista de sua própria história.

 

Sobre o Instituto Noa

Fundado em abril de 2014, o Instituto Noa nasceu em Sorocaba com o objetivo de promover e garantir os direitos da criança e do adolescente, a partir do fortalecimento familiar e da melhora do nível de informação sobre o desenvolvimento infantil. Seus fundadores têm em comum a ideia de que está centrado na família o protagonismo para a transformação social que se espera para o mundo.

 

Sobre a Revista Na Mochila

Fundada pela jornalista Lucy de Miguel, a Revista “Na Mochila” está completando sete anos de existência e tem uma tiragem de 15 mil exemplares que periodicamente são lidos por mais de 65 mil pessoas.

 

Segundo Lucy, desde que surgiu a ideia de levar conteúdo aos pais por meio de uma revista, a parceria com as escolas foi fundamental para fazer chegar as informações às mãos das famílias.  A proposta da Revista “Na Mochila” é orientar as famílias que têm filhos de 0 a 10 anos e nasceu da necessidade de sua fundadora, que tem um casal de filhos e teve a ideia de ajudar outros pais usando o jornalismo.

 

 “O projeto “Na Mochila” alcançou um estágio de maturidade ao longo destes sete anos. Evoluímos ao ponto de estruturar um programa que dá o protagonismo às escolas, pois sem elas este programa não seria possível. E, se uma escola se preocupa com temas que vão além do ensino pedagógico, essa escola merece um título como esse”, conclui Lucy De Miguel..

Please reload