© por Instituto Noa. Todos os direitos reservados.

Acesse, curta e compartilhe

Instituto Noa

Whats: (15)  99129-4846

contato@institutonoa.org.br

Al. Santos, 1165 - São Paulo - SP

Certificado Selo Social 2015
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black YouTube Icon
  • Instagram

Pais são influenciados pelos filhos na hora da compra de alimentos, afirma pesquisa

 

 

Criança no mercado é garantia de colocar no carrinho pelo menos uma guloseima. Chocolate, bala, chiclete e bolacha são as mais pedidas pelos filhos, segundo pesquisa do Datafolha, encomendada pelo Instituto Alana. A maioria dos pais que participaram do estudo mostrou preocupação com a alimentação saudável dos filhos, que tinham entre 3 e 11 anos. No entanto, 7 em cada 10 entrevistados admitiram serem influenciados pelas crianças na hora da compra de alimentos.

 

O poder que as crianças têm na hora de levar certos produtos para casa pode trazer prejuízos para a saúde. Segundo dados da pesquisa, bolachas (82%), refrigerantes (70%) e salgadinhos (64%) são os alimentos industrializados mais consumidos durante a semana. O problema é o exagero, que pode causar deficiências nutricionais e problemas graves como diabetes e colesterol alto. Parece difícil, mas é possível reeducar o cardápio dos filhos, e o primeiro passo é os pais prestarem atenção ao próprio prato.

 

Especialmente quando as crianças começam a frequentar a escola, surgem as refeições feitas fora de casa e sem o acompanhamento da família. Para garantir a alimentação saudável dos filhos, a nutricionista Angela Maria Freitas Coan dá as dicas de como montar uma lancheira nutritiva:

 

- "Uma lancheira saudável pede um lanche completo, envolvendo todos os grupos de alimentos: produtos lácteos (proteínas), pães (carboidratos), frutas, verduras e legumes (fibras, vitaminas e minerais)", lista Angela. Um sanduíche e uma fruta podem compor o lanche diário.

 

- Para beber, a nutricionista recomenda pôr na lancheira água de coco, bebidas à base de soja, sucos naturais sem adoçar ou com pouco açúcar e iogurtes.

 

- "Se salgadinhos e biscoitos recheados não puderem ser evitados, o ideal é que se restrinja a no máximo 1 vez por semana", avisa Angela.

 

- "Em sanduíches, dê preferência para o pão de forma integral. Peito de peru, presunto magro, mussarela light, queijo de minas e ricota são boas opções", indica a nutricionista.

 

- Varie os acompanhamentos durante a semana. Barrinhas de cereais e biscoitos integrais são boas fontes de fibras e dão energia.

 

- "Faça seu filho participar da montagem do lanche. Ofereça várias opções de alimentos saudáveis e cuide para que tenham aparência atrativa", complementa Angela.

 

Fonte: Angela Maria Freitas Coan é nutricionista especialista em alimentação escolar e educação alimentar infantil.

 

Este conteúdo é publicado na revista NA MOCHILA e compartilhado pelo Programa Escolas do Bem, do Instituto Noa.

Please reload