Dia de Doar: escolas desafiam internautas a ler poesias para crianças cegas

Mobilização do programa Escolas do Bem acontece na terça, 03 de dezembro, e pretende criar um acervo online disponibilizado para pessoas com deficiência visual





O próximo dia 03 de dezembro é considerado o Dia de Doar, uma mobilização em prol de um país mais generoso e solidário, que conecta pessoas que se identificam com alguma causa.

Acreditando que o ato de doar não envolve apenas recursos financeiros, como última grande iniciativa deste ano, as instituições participantes do Programa Escolas do Bem farão a campanha “O que os olhos não LEEM, o coração SENTE”. Esse “desafio do bem” é um convite para que os internautas compartilharem um pouco do seu tempo -- são só alguns minutos -- e muito amor.

O desafio é gravar pelo menos um vídeo fazendo a leitura de um poema infantil e postar em seu perfil nas redes sociais, necessariamente, na próxima terça-feira, dia 03 de dezembro. Vale incentivar outras pessoas a fazerem o mesmo, marcando-as na postagem. Para identificar a participação, é preciso usar a hashtag #oqueosolhosnaoleemocoracaosente

Toda essa mobilização resultará em um acervo a ser disponibilizado gratuitamente para pessoas com deficiência visual, especialmente as crianças. Essa ação vem ao encontro da necessidade de proporcionar mais ferramentas para que essa parcela da população desfrute plenamente da sua infância. Porém, o público em geral pode experimentar a sensação de ouvir os poemas com os olhos fechados.

Essa preocupação de inclusão das crianças cegas pelas redes sociais se justifica. Estatísticas da Fundação Dorina Nowill, instituição que é referência em inclusão de pessoas com deficiência visual, apontam que esse grupo corresponde a, aproximadamente, 3,5% da população brasileira. Tomando como base o Censo de 2010, esse número representa quase 6,5 milhões de pessoas com algum grau de comprometimento da visão.

Responsabilidade social nas escolas

Fundadora do Instituto Noa -- entidade que mantém o Programa Escolas do Bem -- a jornalista Lucy de Miguel reforça que a ideia é mobilizar o maior número de pessoas. Tal premissa é referência para esse projeto inovador de responsabilidade social, cujas ações estão alinhadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

“Como toda atividade desenvolvida pelas Escolas do Bem, a nossa missão é inspirar a todos. Professores, alunos e familiares dão o exemplo, mas a ideia é que as práticas extrapolem os muros das escolas: como essa é uma ação que pode ser realizada remotamente, queremos que mais pessoas se sintam contagiadas a doar um pouco de si”, entusiasma-se.

E, de fato, as expectativas são as mais otimistas: espera-se que as redes sociais potencializem -- e muito -- o alcance dessa iniciativa. Vale até mesmo convidar amigos e familiares que estão no exterior. Afinal de contas, a linguagem do amor não tem fronteiras.




O passo a passo para você participar

Topa participar? Veja o que precisa fazer para contribuir com essa causa:

1. A postagem tem que ser feita exatamente no dia 03 de dezembro, entre 0h e 23h59 min.

2. Basta escolher um poema infantil que toque o seu coração, gravar um vídeo com uma leitura bem caprichada e postar em suas redes sociais, mencionando o nome do poema e a autoria.

3. Depois desafie amigos, familiares ou mesmo conhecidos que possam se solidarizar com essa causa. Faz toda a diferença se você quiser marcá-los.

4. Para filtrar o conteúdo com mais facilidade, é muito importante que você não se esqueça de usar a hashtag #oqueosolhosnaoleemocoracaosente

5. Não precisa ter vergonha. No canal do oficial das Escolas do Bem no Youtube, há um vídeo de exemplo para você se inspirar. Clique no link ou acesse: http://youtu.be/r7irbLtE_38

Mais informações estão disponíveis neste link: http://bit.ly/poesiaemvozalta

Sobre o Programa Escolas do Bem

Iniciado em 2016 nas cidades de Sorocaba e região, o programa ganhou fôlego para expansão a partir deste ano, conquistando escolas da cidade de São Paulo e de Minas Gerais.

Considerado o primeiro programa de responsabilidade social nas escolas. Estimula as escolas particulares (que financiam o programa) a apadrinhar uma instituição pública em seu bairro, e ambas desenvolvem ações que contribuem para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento da ONU relacionados à Primeira Infância (0 a 6 anos).

Para o ciclo 2020-2022 o programa pretende mobilizar uma quantidade ainda maior de instituições na cidade, com a proposta de transformar São Paulo na "Capital Mundial do Brincar". Mais informações no site www.escolasdobem.com.br.

Conheça as instituições de ensino da cidade de São Paulo que fazem parte desta rede do bem:

Greenkids School e EMEI Dona Leopoldina (Alto da Lapa) Escola Saber And Fun e EMEI Jean Piaget (Alto da Lapa) Colégio Campos Salles e EMEI 25 de Janeiro (Freguesia do Ó) Escola DreamKids e CEI Um Novo Sonho (Real Parque) Colégio Elvira Brandão e ONG Alquimia (Santo Amaro) Colégio Monte Virgem (Rede Decisão) e Centro Social Santo Estevão (Penha)

Acesse, curta e compartilhe

Instituto Noa

Whats: (15)  99129-4846

contato@institutonoa.org.br

Al. Santos, 1165 - São Paulo - SP

Certificado Selo Social 2015
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black YouTube Icon
  • Instagram

© por Instituto Noa. Todos os direitos reservados.