Prefeito de Jundiaí entrega título às primeiras Escolas do Bem do município


Escola Crescer e Aprender e EMEB Alceu são as primeiras da cidade a participar desse projeto pioneiro, cujas campanhas impactam em toda a comunidade

Na quinta, 21 de novembro, a Escola Crescer e Aprender e a EMEB Alceu de Toledo Pontes receberam, oficialmente, o título de “Escolas do Bem”. A entrega do certificado, que oficializa a adesão das duas instituições a esse programa pioneiro de responsabilidade social, foi realizada no gabinete do Prefeito Luiz Fernando Machado, que fez questão de reconhecer a importância dessa iniciativa.

“Educação é um pilar de investimento da gestão e é focado na construção de uma sociedade preparada para os desafios do futuro, sustentável e engajada com os Objetivos da ONU. Por isso, Jundiaí passou a fazer parte da Rede Cidade das Crianças. Todas as ações que são realizadas, contam com análise direcionada, embasadas na premissa de que uma cidade que é boa para as crianças, é boa para todos. Quanto mais ações envolvidas, maiores os ganhos para a sociedade”, sentencia.

Além das representantes das escolas, também esteve presente na cerimônia a jornalista Lucy de Miguel, que é fundadora do Instituto Noa, entidade responsável pela coordenação do projeto.

“A proposta do Programa Escolas do Bem é promover ações de responsabilidade social, apostando na ampliação do conhecimento dos adultos, bem como a capacitação dos educadores, sobre a importância do desenvolvimento integral da criança na Primeira Infância. Mas essa mobilização acaba extrapolando o ambiente das escolas e impactando positivamente na vida de toda a comunidade, já que as pessoas são contagiadas a fazer o bem”, explica.


Campanhas ao longo de todo o ano

Na prática, são realizadas diversas iniciativas ao longo do ano: as duas instituições de Jundiaí, que são as primeiras a fazerem parte desse projeto, passam a integrar uma rede do bem e recebem todo o suporte necessário para implementar diversas campanhas.

Ao mesmo tempo em que dispõem de autonomia para desenvolver projetos próprios, que estejam alinhadas à realidade local, as escolas também são inspiradas a realizar ações “do portão pra fora”, como a Campanha de Materiais de Escrita, que convida a população a doar resíduos e sobras de itens como canetas, lápis e giz de cera, que seriam descartados no lixo comum, mas que ganham um descarte adequado por meio da reciclagem.

Também merece destaque um aplicativo gratuito que funciona como uma revista eletrônica, com a publicação de notícias diárias sobre o desenvolvimento infantil, com temas relacionados à saúde da criança, gestação, parto, amamentação, comportamento, alimentação, papel do pai e importância do brincar.

Programa colaborativo

Outro aspecto base do Programa Escolas do Bem é estimular a cooperação entre escolas públicas e privadas. Essa aproximação acontece quando as escolas da rede privada, que financiam o projeto, são convidadas a apadrinhar uma escola pública.

A empolgação é compartilhada pelas diretoras das duas escolas. Gabriela Marzochi, Escola Crescer e Aprender, acredita que esse engajamento vai dar mais visibilidade às ações sociais. “Um dos grandes legados do programa é unir pessoas que compartilham dos mesmos ideais. Essa troca de experiências, somada ao apoio da imprensa, potencializa o alcance de cada uma dessas ações, fazendo com que elas atinjam um maior número de pessoas”, celebra.

Quem também nutre as melhores expectativas para essa participação é a diretora da EMEB Alceu de Toledo Pontes, Maria de Lourdes Pollegatto R. Carbonari. “As atividades desenvolvidas pelas Escolas do Bem trabalham temas como reciclagem, alimentação saudável, desapego aos bens materiais. Para o próximo ano, a previsão é que outras ações sejam desenvolvidas, sempre reforçando a importância da parceria escola e família”, finaliza.

Como se tornar uma Escola do Bem

Você é um gestor de Educação e ficou interessado em conhecer melhor o Programa Escolas do Bem? Todas as informações sobre a participação podem ser obtidas no site www.escolasdobem.com.br. ·

Sobre o Programa Escolas do Bem

Em seu quarto ano de atividade, o Programa Escolas do Bem já beneficiou cerca de 20 mil famílias em 16 cidades do estado de São Paulo, envolvendo 105 escolas públicas e privadas. A iniciativa tem como objetivo ampliar o conhecimento dos adultos quanto aos cuidados para o desenvolvimento integral da criança entre 0 e 6 anos, além de aumentar o bem-estar das famílias em prol de uma sociedade melhor. Também atua no fortalecimento da gestão escolar, promovendo a capacitação dos educadores e dos gestores.

Acesse, curta e compartilhe

Instituto Noa

Whats: (15)  99129-4846

contato@institutonoa.org.br

Al. Santos, 1165 - São Paulo - SP

Certificado Selo Social 2015
  • Black Facebook Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black YouTube Icon
  • Instagram

© por Instituto Noa. Todos os direitos reservados.